HORÁRIO DE ATENDIMENTO:
SEG À SEX DAS 8:30H ÀS 11:30H E DAS 13:00 ÀS 18:00
Sindicato dos Bancários de Ponta Grossa e Região

Ford, que ganhou R$ 20 bi de incentivos, encerra produção no Brasil

A montadora Ford anunciou que fechará suas fábricas no Brasil. Serão encerradas as plantas de Camaçari (BA) e Taubaté (SP). Será mantida apenas por alguns meses a produção de peças para suprir o estoque de pós-venda. A fábrica da Troller, em Horizonte (CE), será fechada no último trimestre de 2021. Serão demitidos 5 mil trabalhadores no Brasil e na Argentina.

A Ford recebeu cerca de R$ 20 bilhões em incentivos fiscais desde 1999, de acordo com estimativas da Receita Federal.

O mercado nacional será abastecido com veículos produzidos, principalmente, na Argentina e no Uruguai. A montadora encerrará as vendas dos modelos EcoSport, Ka e T4 assim que terminarem os estoques. Em 2019, a multinacional já havia encerrado a produção de caminhões e fechado a fábrica em São Bernardo do Campo (SP).

A empresa manterá apenas o Centro de Desenvolvimento de Produto, na Bahia; o Campo de Provas, em Tatuí (SP); e sua sede regional em São Paulo.

A justificativa é a crise gerada pela pandemia que atinge o mundo desde o início de 2020. Segundo a Ford, a pandemia “amplia a persistente capacidade ociosa da indústria e a redução das vendas, resultando em anos de perdas significativas”.

“A Ford está presente há mais de um século na América do Sul e no Brasil e sabemos que essas são ações muito difíceis, mas necessárias, para a criação de um negócio saudável e sustentável”, disse Jim Farley, presidente e CEO da companhia.

A saída da Ford não é um fato isolado. No final de 2020, a Mercedes-Benz deixou de produzir carros no Brasil. Não há garantia de que outras montadoras em situação complicada, como Audi, BMW e Jaguar Land Rover, mantenham a produção aqui. (Fonte: Monitor Mercantil)

COMPARTILHE

NOTÍCIAS RELACIONADAS